Home » » Reta Final de Grimm

Reta Final de Grimm

Redação Por Duran | 02/03/2017

Recentemente falei de How I Met Your Mother e hoje eu falarei de uma série um pouco menos conhecida e que ainda está em produção (embora na última temporada) que é Grimm, falando um pouco do que eu acho dessa reta final da série e dos assuntos que vieram um pouco antes. Obviamente, será um texto com muitos spoilers, então eu recomendo que leia apenas se já chegou na metade da sexta temporada ou não dá a mínima para spoilers.


Grimm é uma série espetacular que, não minha opinião, teve sucesso em criar uma mitologia totalmente única, adaptando os contos dos irmãos Grimm. Durante seis anos do show, vimos tantas criaturas (wesens) que chega a ser loucura imaginar quantas são ou se alguém sabe o nome de todas. Mas por que uma série com uma ideia tão boa está para acabar? Na minha opinião é porque em determinado momento a história começou a desandar e tudo começou quando Juliette ficou má. Reforço que desandou quando ela ficou má e não quando virou uma Hexenbiest, coisa que poderia ter melhorado e muito a personagem.

Deram um jeito de dar a volta por cima e introduzir Eve, a nova personalidade de Juliette, porém logo em seguida desandaram de novo fazendo um personagem que já havia conquistado os fãs virar antagonista e se juntar a Black Claw (Garra Negra), obviamente estou falando de Sean Renard. A quinta temporada provavelmente foi o motivo do cancelamento da série, porque além de deletarem toda a evolução do Renard ao longo da série estragaram toda a ideia das chaves-mapa.

Para quem não lembra, no inicio da série Nick recebe uma chave e logo ele descobre que ela é parte de um mapa e que existem mais. Um pouco depois ele consegue outra chave e de repente o assunto, que deveria ser o objetivo principal, caiu no esquecimento, até que que na quinta temporada o grupo de protagonistas consegue mais três chaves (em um único episódio conseguiram uma chave a mais do que em quatro temporadas) e como se não bastasse começar a correr, de repente, para que o Grimm conseguisse por um ponto final na história das chaves-mapa, fazem ele conseguir criar o mapa com duas a menos (no total eram sete), achar o baú em que elas são usadas e abrir o mesmo baú usando cinco chaves e usando ferramentas nas duas fechaduras restantes.

Claro que coisas boas também vieram nesta reta final. Nick e Adalind foi um casal que funcionou estranhamente bem e a Diana (filha da Adalind e do Sean) que eu acreditava ser uma personagem que causariam muitos problemas tem se saído uma personagem ótima de se ver. Além da temporada final, na qual eu acredito que estão conseguindo construir um final digno para a série, usando até do fantasma do Meisner para colocar Renard de volta aos trilhos.

Enfim, apesar de todas as mancadas que aconteceram nas temporadas anteriores, Grimm é uma série que me deixará saudades. A cada episódio uma nova possibilidade de wesen diferente, fazendo com que a série tenha uma das wikias mais incríveis que uma série pode ter, foi realmente muito bom enquanto durou.
SHARE